Em 1897, Herbert George Wells, o H. G. Wells, mostrou que, no final das contas, ser um Homem Invisível é ser um vilão.

No Escapistas à Capela de hoje, Luwig Sá falará um pouco sobre esse personagem controverso, que por estar em domínio público, tem rendido interpretações bem diversas do romance original de Wells, a exemplo do Homem Invisível em A Liga Extraordinária¹, de Alan Moore, ou O Ninguém, de Jeff Lemire; e agora, o filme de Leigh Whannell, que acabou de estrear nos cinemas, e é estrelado por Elisabeth Moss, de Mad Men e The Handmaid’s Tale.

¹ Mais sobre A Liga Extraordinária, ouça nosso programa sobre a Trilogia Nemo.

***

Se conseguir enxergar, aperte o Play e conheça a Era do Homem Invisível I.

***

***

E eis aqui suas opções:

Assine aqui Os Escapistas

iTunes

Spotify

Google Podcasts

CastBox

DOWNLOAD

***

Citações & Indicações do Host

O Homem Invisível [Livro/Zahar] – Link Afiliado

A Liga Extraordinária 1898 – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Século – Link Afiliado

O Ninguém – Link Afiliado

O Homem Invisível [filme/1933]

O Homem Sem Sombra [filme/2000]

O Homem Invisível [filme/2020]

***

Dê seu feedback no Twitter ou escreva um e-mail para osescapistas@outlook.com

***

Link Afiliados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *