Era 1866, estranhos rumores alarmavam desde as mais altas patentes das frotas navais aos simples marujos e arpoadores que frequentavam os portos, provocando curiosidade pública e um princípio de histeria em massa: diversos navios haviam cruzado, nos mares e oceanos, com um objeto longo, fusiforme, às vezes fosforescente, infinitamente maior e mais veloz que uma baleia. Os navegantes começavam a temer a estranha criatura marinha, que já havia danificado muitos navios.

Vinte Mil Léguas Submarinas, publicada pela primeira vez em 1870, narra as incríveis e intrigantes aventuras do Príncipe Dakkar, um indiano sikh, mais conhecido como o tecnopirata, Capitão Nemo, a bordo do Nautilus. Essa obra pertence ao ciclo das viagens de Júlio Verne, um autor francês que embora nunca tenha viajado pra fora do seu país, relatou com incrível exatidão as mais distantes e exóticas regiões do planeta, chegando a profetizar avanços tecnológicos como o submarino, a televisão e as viagens espaciais.

Corta pra 2003¹, a Liga Extraordinária, de Alan Moore e Kevin O’Neil, era a súbita percepção da fortuna literária que cerca a humanidade, sobretudo a que está acessível via domínio público e se pode fruir como e quando desejar. Reunindo sob o mesmo enredo, Allan Quatermain, de Sir Henry Rider Haggard; Mina Murray, de Bram Stoker; o Doutor Henry Jekyll e Edward Hyde, de Robert Louis Stevenson; Griffin, o Homem Invisível, de H. G. Wells e o nosso Capitão Nemo aqui, as duas primeiras minisséries tinham lugar no ano de 1898, partindo do recrutamento desse grupo pela Inteligência Britânica para combater em nome da Coroa, um inédito ataque aéreo nos arredores de Londres. Meses mais tarde, esse grupo se reuniria uma última vez pra rechaçar uma invasão marciana, na verdade, frustrada graças ao emprego de uma arma biológica: um híbrido de Estreptococo e Antraz criado pelo polêmico geneticista, Doutor Alphonse Moreau, que causou tanto a morte dos invasores quanto de vários londrinos. A desculpa oficial seria que os alienígenas teriam tombado porque seus organismos não suportaram o ineditismo de um contato com o vírus da gripe, já para as baixas civis…?! Nada tão criativo, apenas que foram vítimas dos marcianos.

Mas Nemo sabia a verdade e levou embora consigo uma indignação quanto aos nada nobres meios empregados pelo M.I.5 para alcançar a vitória. Víamos ali, que Dakkar tinha acabado de testemunhar um limite moral que nunca tinha ultrapassado. De súbito, ele anuncia sua deserção e comunica aos demais sua intenção de regressar A Ilha Lincoln pra junto de sua esposa e a filha, Janni Dakkar.

No programa de hoje, Luwig Sá, Reginaldo Yeoman e Maurício Dantas descobrirão que legados são armadilhas que o sangue prega que em todos nós. Eles discutirão a Trilogia Nemo, de Alan Moore e Kevin O’Neil, recentemente concluída pela Editora Devir no Brasil.

¹ 2003 diz respeito ao ano de publicação da primeira compilação da Editora Devir. Nos Estados Unidos, a história original saiu em 1999.

***

Aperte o Play e embarque conosco no Nautilus.

***

E eis aqui suas opções:

Assine aqui Os Escapistas

iTunes

Spotify

Google Podcasts

CastBox

DOWNLOAD

***

 

Citações & Indicações do Casting

7 Jagunços Omniverso: Era Metalzoica

Os Escapistas: A Piada Mortal [mais sobre a inadequação do Alan Moore com o status quo]

Os Escapistas: Drácula [o destino de Mina Murray]

Mais do Maurício? No Arte-Final HQ

Marshal Law – Link Afiliado

Vinte Mil Léguas Submarinas – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: 1898 – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Dossiê Negro – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Século – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Nemo, Coração de Gelo – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Nemo, As Rosas de Berlim – Link Afiliado

A Liga Extraordinária: Nemo, Rios de Espírito – Link Afiliado

***

Trilhas Utilizadas

– “You Are My Asylum“, por Alan Moore, Downtown Joe Brown & The Retro Spankees 

– “Fear Inoculum“, por Tool

– “Giant Peach“, por Wolf Alice

– “Radio Ga Ga“, por Queen – citado por Maurício

– “What’s in My Head?“, por Fuzz

– “Infinite Sun“, por Kula Shaker

***

Dê seu feedback no Twitter ou escreva um e-mail para osescapistas@outlook.com

***

Link Afiliados:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *